quinta-feira, maio 04, 2006

Liderança do MRMCS

O que a natureza lhe deu em beleza(?) tirou-lhe em discernimento.
Então a amiga quer criar um movimento anti-natura… contra os homens!!! E convida-me a liderá-lo!!!!
Só poderei permitir-me considerar a possibilidade dessa incumbência se o espírito do movimento for de reflexão e transformação interiores, nunca de oposição aos homens. Naturalmente que compreendo e comungo das suas preocupações, mas aconselho-a a repensar a metodologia e a reavaliar a sua posição de confronto declarado. Os homens mediterrânicos ainda não estão preparados para acareações de desigualdade sexual, como pode constatar nos mais elementares comportamentos masculinos. È na educação dos pintos que está o cerne da transformação desejada e é na educação deles que podemos fomentar os princípios da igualdade, da solidariedade e do bem estar, físico e mental. Se a menina apela à revolta, com sugestões e insinuações de ordem sexual, o mais que pode ou podemos ganhar é um valente par de cornos, porque haverá sempre outras galinhas que não se revêem nas suas posições ou, que se revendo nelas, aproveitarão o primeiro ensejo para a atraiçoar. Dobro o meu pescoço à Achadiça que honestamente declarou essa fraqueza ao declinar o convite que a menina lhe endereçou.
Se achar por bem reconsiderar a sua posição nesta matéria, de acordo com os preceitos referidos no parágrafo anterior, estarei disposta a reflectir sobre a possibilidade de aderir ao MRMCS, sempre numa base de diálogo e reflexão, única forma, no meu ponto de vista, de alcançar os objectivos que perseguimos.
Da adesão à liderança tolda-se-me o raciocínio, pois, sendo segunda escolha, e não tendo, até agora, qualquer vislumbre de apoio das bases, hesito entre o meu merecido repouso e o desafio que me propõe. Se concordar com as directrizes enunciadas, peço-lhe uma semana para sondar as diversas sensibilidades do mulherio e decidir em conformidade.

Bons repenicos

17 comentários:

Cingab disse...

:D

Cristalinda disse...

Amiga Riça
Lamento que a sua posição perante os motivos da nossa reivindicação seja tão passiva. Concordo consigo quanto ao trabalho a desenvolver enquanto mães, na educação das futuras gerações, mas nessa altura já cá não estamos e a mim preocupa-me a nossa situação actual, que é aquela que directamente nos afecta. Assim e para o efeito, só concebo, uma liderança activa que se faça ouvir e incomode quem, por alheamento se acomoda e se ausenta da partilha das tarefas e de outros preenchimentos. Não estando a amiga Riça em sintonia com os métodos a seguir, parece-me desnecessária qualquer auscultação das bases, por manifesta discordância nos procedimentos. Agradeço a sua atenção, não dispensando contudo os seus conselhos e opiniões, que muito nos honram e enriquecem.

Cristalinda

Achadiça disse...

bem, quer dizer, mal. então não arranjamos líder. cristalinda, concordo contigo quando referes que esta luta tem que ser virada para fora e não, como defende a riça, introspectiva. sei que a tua vocação nesta luta é de carácter operacional e como tal reservas-te o direito de não aceitares cargos e compromissos que pela sua natureza te exponham demasiado, mas não vislumbro aqui na blogosfera mais ninguém tão capaz e tão convicta como tu... só se for a dona da prima, que embora não tenha correspondido aos meus apelos para se associar aqui ao mulherio, poderia, na sua pacatez, liderar o movimento nos bastidores delineando manobras e traçando directrizes de actuação, e tu ficarias com o papel de "testa de ferro". sempre gostei de galinhas de parcos cacarejos, aliás, como alguém já disse, uma galinha calada passa por inteligente, e nada indica que o não seja efectivamente. lança-lhe o repto se assim o entenderes.

B>

Cristalinda disse...

Então achas que a minha vocação operacional não me expõe. O meu problema não é esse. O problema é que eu não tenho jeito para diplomacias politicamente correctas, e nestas andanças é preciso uma candeia que ilumine e indique o caminho mas que deixe na retaguarda o lusco-fusco necessário para actuações marginais, estas sim, de efeito borboleta (o simples bater de asas de uma borboleta na Ásia pode provocar um furacão na Europa). Queres-me como testa de ferro!!!, com a dona da prima a manobrar aqui a marioneta? que provas já deu a dona Dona? Que juízo faz ela de nós; quem me assegura que não é um infiltrado... para correr estes riscos preferia o cingab, galo careca, mas de trato afável, sensível aos nossos problemas e líder por natureza. Bem sei que estou a delirar, mas isto para te dizer que o melhor seria, efectivamente, convidar a Dona da Prima a integrar o MRMCS e depois se veria a sua aptidão para a liderança.

B~

Achadiça disse...

o galo cingab!
o que tu queres sei eu...

B>

Achadiça disse...

não diz nada riça?

Cingab disse...

Galo careca?? lol
A galinha da Visinha é sempre melhor que a minha! Grão a grão enche a galinha o papo!
galo careca?? lol
...Vamos todos para a farra, comer a galinha morta!

Achadiça disse...

ó galo cingab pressinto que esteja melhor pois já quer ir para a festa. agora necrófago é que não. com tanta galinha viva logo propôe comer uma morta...olha, quer ver que afinal o céu existe!

Achadiça disse...

ó cris queres ver que a riça ficou ofendida com a tua recusa em alinhar numa passiva. nem pio nem atavio

donadaprima disse...

Amigas de "bico afiado"
Parece que estão com um problema de liderança, ninguém se quer chegar "á frente", isto só pode ser más "influências" do "outro" movimento...
De facto, não concordo com essa onda que actualmente nos assola com tantos movimentos, ele é o movimento cívico de nelas, ele é o movimento cívico de Gondomar...
Além do mais, eu nem tenho nada contra os homens, de facto contra alguns homens, porque outros há que Deus nos livre...

:»~ (boas bicadas na minhoca)

Cristalinda disse...

Achadiça
O que eu quero é o bem de todas

Galo Cingab
Se é de pescoço pelado é careca e como reza a música é deles que nós gostamos mais

E agora vou tratar de assuntos políticos...

Cingab disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Cingab disse...

@Achadiça,
À festa vou, comer a galinha morta numa canja... o meu estomago não me permite outros prazeres!

@Donadaprima,
lol
Bicadas na minhoca???
lol

@Cristalinda,
lol
De pescoço pelado é careca?
Ter o pescoço sem penas não implica também não as ter na cabeça...
Além de mais, não sei se é dos carecas que eles gostam mais ou é da careca que elas gostam... mas prontos!...

Achadiça disse...

dona da prima

também concordo consigo. o que nós precisamos é de movimentos mas daqueles de afagar... e não dos outros, sejam eles, cívicos, reivindicativos ou libertadores. mas, na falta daqueles movimenta-se o que se pode, que no nosso caso são as nossas crista num redundante não ao actual estado das coisas, das coisas deles, bem entendido.
para já o nosso é de carácter reivindicativo , advoga o diálogo e apela ao amor, se bem que a cris anda com ideias de criar uma organização paralela que na sombra ou na retaguarda ou lá o que é, constitua o braço armado do movimento. integra um comando operacional de intervenção rápida que, segundo ela, tem capacidade, em teoria, de fazer repensar os incumpridores e animar os depauperados. desconheço pormenores.
acho que isto é excesso de entusiasmo da cris para mostrar trabalho aqui no galinheiro, agora que um certo galo decidiu visitar-nos diariamente e deixar umas bicaditas envergonhadas por aí...
contudo, vi de relance o organigrama e fiquei estupefacta com os meandros da estrutura. olhe que está uma coisa bem engendrada. para já é confidencial e eu nem devia estar a falar disto, mas como acumulo os cargos de porta voz e ralações públicas e como a própria dona admite, ele há para aí alguns que valha-me deus, tenho fé que estes desenvolvimentos a aliciem a integrar o movimento.
Perdoe-me o aproveitamento na retribuição dos cumprimentos mas acho delicioso.
boas bicadas na minhoca

:»~

Galinha Riça disse...

Então Achadiça!!!
organigrama... sim senhora!

Achadiça disse...

herrar é umano

organograma
organograma
organograma
organograma
organograma
organograma
organograma
organograma
organograma
organograma
organograma

pronto professora doutora, estou perdoada

Achadiça disse...

é só isso que tem para dizer. parece que aceitou o cargo para a comissão política que a cris engendrou. mudou de ideias quanto à abordagem do tema? olhe que a cris anda com ideias que de pacíficas nada têm. está a preparar as bases políticas do movimento? desembuche mulher, é que eu sou a porta voz e ralações públicas e preciso estar informada